Lexa - MF Assessoria 4

À revista, Lexa fala sobre preconceito com mulheres independentes: “Já senti o efeito desse preconceito”




A cantora Lexa, um dos maiores sucessos da música pop na atualidade, é a próxima capa da revista Magazine In Rio, que chega as bancas no dia 10 de setembro.

Além de conceder uma entrevista em que fala sobre sua carreira, vida pessoal e temas como o empoderamento da mulher, Lexa também posou para um ensaio exclusivo.

A cantora falou sobre o preconceito que a sociedade com mulheres independentes e disse que já foi vitima desta mazela.

“Já senti o efeito desse preconceito mas sinto que ele já não é tão grande como antigamente. Acho que esse é um problema histórico, essa relação homem X mulher. Mas hoje em dia a mulher sabe o domínio e o poder que ela tem. Ela vem conquistando seu espaço, e mostrando realmente o “se eu não posso, eu conquisto”. Logo no início, já ouvi de muitas pessoas do segmento da música coisas como “não vai dar certo porque é mulher”, “vai ganhar menos que os cantores”, mas acho que realmente não tem muito isso. Às vezes eu ganho mais, as vezes um pouco menos, mas não tem essa relatividade no meu trabalho. Eu sou a prova de que mulheres vão atrás porque é possível. Quando eu entrei para a faculdade, fui cursar Engenharia Civil, eu era uma das poucas mulheres na turma. Você que ainda existem profissões muito masculinas, mas que bom que eu era uma das poucas porque antigamente não tinha nenhuma (risos)”, disse Lexa.

Nascida Léa Araújo, a cantora explicou o porque de ter adotado e a origem do nome artístico:
“ Lexa é um apelido que eu tenho desde os 3 anos de idade, foi minha mãe quem me deu por causa da Xuxa. A Léa sempre foi muito fã da Xuxa. Mas agora Lexa também faz parte do meu nome. Eu adicionei, agora faz parte da minha certidão e da minha vida, né. Na verdade sempre fez parte de mim, agora só entrou no papel pra registrar todo esse amor por esse nome.”

Conhecida nos quatro cantos do país, Lexa revelou como lida com a fama e contou quais os pontos positivos e negativos de ser famosa.

“O que me agrada são os meus fãs, ser reconhecida pelo que eu faço. Já o lado ruim é ser muito julgada, sabe. Parece que a sua cabeça tá a prêmio e muitas pessoas não têm piedade de falar o que acham. As vezes elas não convivem com você, não sabe pelo que você passou na vida para estar ali, quantos nãos e portas na cara você teve, e estão ali julgando e falando mal de qualquer coisa e coisas muito menores dos que as belas que são construídas ao longo da estrada e no dia a dia da carreira. Porque não é a Lexa. É uma equipe, é um baterista, é um guitarrista, é o balé, é a equipe técnica, todo mundo que tá ali em função de um show e de levar alegria para as pessoas. São famílias. Porque o funk sustenta famílias, e de alguma forma ele também pode estar chegando em você”, disse Lexa.

Lexa - Foto: Magazine in Rio / MF Models Assessoria

Lexa – Foto: Magazine in Rio / MF Models Assessoria

Lexa - Foto: Magazine in Rio / MF Models Assessoria

Lexa – Foto: Magazine in Rio / MF Models Assessoria

Lexa - Foto: Magazine in Rio / MF Models Assessoria

Lexa – Foto: Magazine in Rio / MF Models Assessoria

Lexa - Foto: Magazine in Rio / MF Models Assessoria

Lexa – Foto: Magazine in Rio / MF Models Assessoria




No Comments

Leave a Comment